terça-feira, 15 de maio de 2012

Depois dessa ainda vai deixar seu filho chorando???

Todas vocês sabem que eu sou contra quem deixa o bb chorando porque tem que aprender a se acalmar sozinho, ou para não deixar mal acostumado, sou contra, sou daquelas que dão colo a vontade, e como sempre digo, chega a hora que eles não querem mais colo e a gente fica chupando dedo, que fique claro que estou falando de bebês e não de crianças maiores que já sabem e fazem pirraça ok?
Esses dias postaram esse texto em um grupo lá no face e eu amei a abordagem dele, por isso resolvi compartilhar com vcs.


"Como você se sentiria se quisesse conversar com seu marido sobre algo que fosse importante para você, e ele muito cansado de um dia inteiro de trabalho passasse direto por você e fosse olhar os armários da cozinha, depois o guarda-roupas, depois a sapateira, colocasse a mão na sua testa e dissesse para si mesmo:
- Hummm... Os armários estão cheios de comida, o guarda-roupas cheio de roupas lindas, tem sapatos novos na sapateira, ela não está com febre, minha esposa está limpa, bem alimentada, bem vestida, não está com frio nem fome, portanto não há mais nada que ela possa querer ou precisar! Eu a amo muito, mas creio que ela está mal acostumada, vou deixá-la alí falando sozinha, que quando ela se cansar ela dormirá tranquila, pois nada lhe falta..."
Se você como uma mulher adulta, capaz de compreender muitas coisas, não tem apenas necessidades físicas, pq pensar que um bebê recém chegado a este mundo só chora quando está com frio, calor ou fome??
Se você, que é adulta quer ser ouvida, beijada, abraçada e acarinhada, se você que é adulta quer sentir que te amam não apenas cuidando de suas necessidades físicas, quer se sentir segura e amada através do contato e da presença de um marido carinhoso, como pensar que um bebê não precisa (muito mais) da presença física e do contato com sua mãe??
Se você que é adulta precisa de presença, carinho e contato para estar feliz, como achar que um bebê também não precisa?
Se você que é adulta não quer "marcar hora" para receber carinho e atenção, como achar que um bebê merece ter isso de forma restrita e limitada?
Coloque-se no lugar do seu filho por um único instante, e por favor: vá pegá-lo no colo, embalá-lo, niná-lo, dê-lhe o peito, e mostre que você o ama da ÚNICA forma que ele é capaz de compreender agora: com sua presença física!

- Hummm... Os armários estão cheios de comida, o guarda-roupas cheio de roupas lindas, tem sapatos novos na sapateira, ela não está com febre, minha esposa está limpa, bem alimentada, bem vestida, não está com frio nem fome, portanto não há mais nada que ela possa querer ou precisar! Eu a amo muito, mas creio que ela está mal acostumada, vou deixá-la alí falando sozinha, que quando ela se cansar ela dormirá tranquila, pois nada lhe falta..."
Se você como uma mulher adulta, capaz de compreender muitas coisas, não tem apenas necessidades físicas, pq pensar que um bebê recém chegado a este mundo só chora quando está com frio, calor ou fome??
Se você, que é adulta quer ser ouvida, beijada, abraçada e acarinhada, se você que é adulta quer sentir que te amam não apenas cuidando de suas necessidades físicas, quer se sentir segura e amada através do contato e da presença de um marido carinhoso, como pensar que um bebê não precisa (muito mais) da presença física e do contato com sua mãe??
Se você que é adulta precisa de presença, carinho e contato para estar feliz, como achar que um bebê também não precisa?
Se você que é adulta não quer "marcar hora" para receber carinho e atenção, como achar que um bebê merece ter isso de forma restrita e limitada?
Coloque-se no lugar do seu filho por um único instante, e por favor: vá pegá-lo no colo, embalá-lo, niná-lo, dê-lhe o peito, e mostre que você o ama da ÚNICA forma que ele é capaz de compreender agora: com sua presença física!- Hummm... Os armários estão cheios de comida, o guarda-roupas cheio de roupas lindas, tem sapatos novos na sapateira, ela não está com febre, minha esposa está limpa, bem alimentada, bem vestida, não está com frio nem fome, portanto não há mais nada que ela possa querer ou precisar! Eu a amo muito, mas creio que ela está mal acostumada, vou deixá-la alí falando sozinha, que quando ela se cansar ela dormirá tranquila, pois nada lhe falta..."Se você como uma mulher adulta, capaz de compreender muitas coisas, não tem apenas necessidades físicas, pq pensar que um bebê recém chegado a este mundo só chora quando está com frio, calor ou fome??Se você, que é adulta quer ser ouvida, beijada, abraçada e acarinhada, se você que é adulta quer sentir que te amam não apenas cuidando de suas necessidades físicas, quer se sentir segura e amada através do contato e da presença de um marido carinhoso, como pensar que um bebê não precisa (muito mais) da presença física e do contato com sua mãe??Se você que é adulta precisa de presença, carinho e contato para estar feliz, como achar que um bebê também não precisa?Se você que é adulta não quer "marcar hora" para receber carinho e atenção, como achar que um bebê merece ter isso de forma restrita e limitada?Coloque-se no lugar do seu filho por um único instante, e por favor: vá pegá-lo no colo, embalá-lo, niná-lo, dê-lhe o peito, e mostre que você o ama da ÚNICA forma que ele é capaz de compreender agora: com sua presença física!"
Luzinete Rocha Cruz Carvalho

6 comentários:

Adriana Engelmeyer Bouzan Lopes disse...

Adorei...texto perfeito.....

Lívia - Diário da Lívia disse...

Que lindo Pri...

Que legal que somos vizinhas...Araraquara é bem pertinho mesmo !!!
O meu cabelereiro é aí...parentes meus ,moram aí....legal mesmo!!!
Obrigado pela visitinha lá no blog, já virei seguidora !!!

Bjokas

Cléo Moretti disse...

Que lindo!
Me emocionei!

Amiga, o sorteio tá rolando solto!
http://www.donamaricotafeliz.blogspot.com.br/2012/05/sorteio-pequenos-mimos.html

bjocas

Débora Nunes disse...

Adorei o texto! E sou da mesma opinião que você, não consigo deixar, de jeito nenhum minha Clarinha de neve chorando...

Beijos
Débora

Chris Ferreira disse...

Oi Pri, também nunca fui da linha de deixar chorando. Dou colo, aconchego e atenção. Adorei o texto. É sempre importante nos colocarmos no lugar do outro para entendermos os sentimos.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Cléo disse...

Pri lindo texto, não consigo deixar meus pequenos chorando, e quando vejo algum chorando, fico pensando, faz isso, tenta aquilo outro, pra amenizar e acalentar a criança. São totalmente dependentes de nós.Beijos
Cléo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...